Saber como aliviar cólica de bebê é um dos maiores anseios das mães.

É muito difícil para a mãe ver o seu bebê sofrer com dores tão intensas e não conseguir trazer conforto para ele.

É um dos momentos mais difíceis.

A mãe que tem um bebê que sofre com cólica fica muito angustiada, cansada e insegura.

E algumas dúvidas surgem nesse momento:

– Será que é cólica mesmo?

– Será que fiz algo de errado?

– Será que foi algo que eu comi?

– O que posso fazer para aliviar cólica de bebê?

– Até quando isso vai durar?

– Será que tenho que levar no médico?

 

As dúvidas, medos e ansiedades só aumentam a medida que o bebê não para de chorar.

E a expressão de dor é tão real que faz com que a mãe queira muito que aquela dor seja dela e não dele.

Mas, se você é uma dessas mães não se preocupe.

Aqui você vai ficar sabendo 10 dicas de como aliviar cólica de bebê.

 

 

Já pensou em fazer um curso sobre o assunto?

Clique aqui e saiba mais.

 

CURSO MAMÃE COMPLETA

 

Como saber se o bebê está com cólica?

 

Antes de você aprender a aliviar a cólica é preciso saber se o bebê está realmente com cólica ou se é outro desconforto.

Afinal, é normal o bebê chorar.

É assim que eles expressam os seus sentimentos e desconfortos.

Mas, você pode observar alguns sinais que são indicativos de cólica.

O conceito de cólica é um choro inconsolável no mínimo de 3 horas por dia e durante 3 dias da semana.

Então, se o seu bebê está com um choro que não importa o que você faça ele não acalma e que dure no mínimo 3 horas.

E isso se repete durante 3 dias na semana.

Então, é bom você observar uma lista de possíveis sinais da cólica para ver se é o que está acontecendo com o seu bebê.

– o choro começa a tardinha e termina até meia-noite (horário mais provável)

– seu bebê tem de 7 dias de vida até 3 meses (em prematuros pode ir até 4 meses)

– a barriga fica endurecida

– costas arqueadas

– flexiona as pernas em direção a barriga

– gases

– rosto avermelhado

– expressão de dor

– mão fechada

 

É importante saber que o horário e a idade do bebê podem variar.

Mas, normalmente ocorrem nesse período.

 

Por que ocorrem as cólicas no bebê?

 

Alguns bebês vão ter cólicas e outros não.

Uns vão ter por mais tempo e mais intensas que outros.

Uma possível explicação é que alguns bebês nascem com os sistemas gastrointestinal e nervoso central imaturos ou mais sensíveis.

Aos 3 meses de idade esses sistemas atingem a maturidade e as cólicas param.

 

Mas, também pode existir outros motivos para tanto choro.

São eles:

– o bebê pode estar com refluxo

– o bebê pode estar com alguma alergia alimentar

–  o bebê pode estar sendo exposto à fumaça de cigarro, e isso pode causar cólica.

 

10 dicas de como aliviar cólica de bebê

 

Agora você já sabe o que é cólica do bebê e também já consegue identificar se seu bebê está com cólica.

Então, você vai precisar saber dicas de como aliviar cólica de bebê.

Continue por aqui e você vai ficar sabendo 10 dicas.

 

1.      Pegue o bebê no colo

 

Trate o seu bebê com toda paciência, amor e carinho.

Pegue ele no colo, vire de bruços e embale.

Faça com que a sua mão fique firme na barriga dele.

 

2.      Aqueça a barriga

 

Você pode usar fraldas de pano passadas a ferro, bolsas de água quente ou enrolar o bebê.

O importante é que ele fique aquecido.

Você já ouviu falar em bolsa térmica de sementes?

Elas são aquecidas rapidamente no micro-ondas e ficam com uma temperatura bem agradável.

 

Confere aqui:

BOLSA TÉRMICA

 

3.      Amamente seu bebê, mas não na hora da cólica

 

O leite materno é muito melhor digerido que o leite de vaca ou a fórmula.

Mas, na hora da cólica a amamentação pode ocasionar movimentos intestinais e acabar causando mais dores.

 

4.      Faça massagem na barriguinha

 

Faça movimentos circulares usando óleos infantis.

Isso acalma o bebê e aquece o local.  

E também incentiva os movimentos do intestino.

 

5.      Use sling ou canguru

 

Deixe o bebê em contato com você.

O contato barriga com barriga também ajuda a acalmar o bebê.

 

Confira os melhores canguru e sling.

 

6.      Mexa as perninhas

 

Faça exercícios com as pernas do bebê.

Isso vai ajudar a aliviar as dores e liberar os gases que estão incomodando.

 

7.      Balance o bebê

 

Você pode usar uma cadeira de descanso, moisés, carrinho e até sair para dar uma volta de carro.

O balanço ajuda a acalmar o bebê.

 

Confira as melhores cadeira de descanso.

 

8.      Dê um banho morno

 

Um banho vai ajudar a manter o seu bebê aquecido.

E também vai mantê-lo relaxado e calmo.

 

9.      Mantenha o ambiente tranquilo

 

O bebê consegue perceber os sons e as luzes.

Procure manter um ambiente confortável e com um leve barulho.

Você pode ligar um ventilador, pois o barulho pode ajudar a acalmar o bebê.

 

10.      Mantenha a calma

 

É incrível.

Mas, o bebê percebe o seu cansaço, estresse e preocupação.

Então, procure manter a calma para conseguir acalmar o bebê também.

 

Como evitar cólica de bebê?

 

Essas são as duas perguntas mais comuns sobre cólica de bebê.

Como aliviar e como evitar.

Aqui você vai ficar sabendo mais algumas dicas para evitar as cólicas.

Mas, é importante lembrar que cada bebê é diferente.

Você precisa ir testando as dicas para ver qual vai ajudar o seu filho.

 

Quer saber mais sobre isso?

Já pensou em fazer um curso?

Saiba mais clicando no botão abaixo

 

CURSO MAMÃE COMPLETA

 

 

Amamente o seu bebê

 

O leite materno foi feito especialmente para o bebê.

Ele tem tudo o que o bebê precisa e é muito mais fácil de ser digerido.

 

Observe o funcionamento do intestino do bebê

 

Consegue perceber alguma alteração de ritmo? Se o bebê tem dificuldade de fazer cocô?

O cocô de um bebê que só mama costuma ser mais líquido e não exige tanto esforço do bebê.

Cuide se o bebê está mamando corretamente

A maneira que o bebê mama pode fazer com que ocorra a ingestão de ar.

Isso, pode ocasionar dores no bebê.

A boca do bebê deve abranger todo o bico e mamilo.

E cuide da sua postura durante a mamada no peito ou na mamadeira.

Sempre faça o bebê arrotar depois de cada mamada.

E se o bebê não mama, tente trocar a mamadeira ou o bico.

Lembrando que o bebê pode mamar sempre que estiver com fome.

Não dependendo de nenhum horário fixo.

 

Clique aqui e veja como amamentar corretamente.

 

Cuide a sua alimentação

 

Ainda não há comprovação científica.

Mas, alguns pediatras orientam as mães a evitarem alguns alimentos.

Outros acreditam que não há influência.

Para não ficar entre um e outro você pode cuidar e analisar qual foi a sua alimentação no dia que o bebê está tendo cólica.

Observe se algum alimento se repete.

E veja quais alimentos não são recomendados:

  • Laticínios (queijos, iogurtes e leite)
  • Alimentos muito condimentados
  • Cafeína
  • Vegetais crucíferos (brócolis, repolho e couve)
  • Chocolate
  • Leguminosas (lentilha, feijões, ervilhas e soja)
  • Carnes vermelhas

Quando devo procurar o médico?

 

A cólica é bem comum em bebês.

E muitas vezes, com tanto choro, pode vir a dúvida se não está na hora de procurar o médico.

Tente utilizar as dicas que foram dadas nesse artigo e descubra qual funciona melhor para o seu bebê.

Se o bebê seguir chorando sem parar você vai precisar observar alguns sinais para ver se há necessidade de um atendimento médico.

Observe se o seu bebê:

  • estiver com lábios e/ou pele com uma tonalidade azulada durante o choro
  • estiver vomitando repetidamente ou perdendo peso
  • apresentar diarreia ou sangue nas fezes
  • estiver mamando ou urinando menos que o normal

Como lidar com a cólica de bebê?

 

Para os pais a hora da cólica chega a ser desesperadora.

É muito ruim ver o seu filho sofrer ainda tão pequeno.

Nesse momento é muito importante que você se mantenha calma e tente lidar com a situação da melhor maneira possível.

Assim como você teve dicas de como aliviar cólica de bebê e como evitar a cólica…

Você pode seguir aqui e descobrir mais dicas de como lidar com a cólica do bebê.

 

Peça e aceite ajuda

 

Ajuda deve ser sempre bem-vinda.

Pode ser de amigos ou familiares.

Pois, um bebê com cólica é muito cansativo e você vai precisar que outras pessoas além de você consigam acalmar o bebê.

 Você também precisa de descanso.

 

Converse com seu médico

 

Fale das dificuldades e frustrações e como está sendo lidar com isso.

Veja como ele pode ajudar.

Algumas vezes pode ser tentador seguir algum conselho e até dar algum tipo de chá para o bebê.

Ou aquele remédio que a vizinha indicou.

Mas, não faça isso.

Siga sempre as orientações médicas.

 

Busque grupos de mães ou fóruns online

 

Nesses grupos é bem comum serem compartilhados dicas e conselhos de outras mães passando pela mesma situação.

E além do mais, você vai perceber que não está sozinha.

 

Tente descansar e dormir o suficiente

O seu corpo continua precisando de descanso mesmo depois de se tornar mãe.

Lembre-se que o seu bebê percebe as suas emoções.

Então, tente se manter descansada e calma.

 

Não se sinta culpada

Infelizmente, as mães acabam julgando umas às outras.

Mas, não se sinta culpada em tentar acalmar o seu bebê.

Você não está deixando o seu bebê cheio de mimos.

Está apenas tentando dar carinho e oferecer um pouco de conforto.

 

Saiba que isso vai passar

 

A cólica ocorre somente por um período.

É claro que parece uma eternidade durante as crises de choro constante.

Mas, as crises passam e as cólicas também.

E então, você vai perceber que mãe incrível você é.

 

Quer saber mais sobre cólica do bebê?

CURSO MAMÃE COMPLETA

 

Experiência de mãe

 

Eu fui uma mãe que teve muita sorte.

As minhas filhas tiveram pouca cólica.

A mais velha praticamente não teve.

Já a mais nova chorava bastante nas primeiras semanas.

Isso acontecia principalmente no início da noite.

Era muito tempo de choro constante.

Mas, isso durou no máximo duas semanas.

Para aliviar eu aquecia uma bolsa térmica de ervas e colocava na barriguinha dela.

Eu a deixava deitada de bruços nos meus braços sobre a bolsa.

Algumas vezes eu também soltava a fraldinha dela e fazia massagem na barriguinha.

Além disso, eu fazia muitos movimentos com as pernas dela.

Eu lembro que depois de fazer isso ela sempre fazia muito cocô e depois se acalmava.

Sei que as experiências com cólica são distintas.

Sei que existe mãe que sofre junto com o filho.

Mas, o mais importante é tentar fazer o que é possível e lembrar que isso é passageiro.

 

Gostou do artigo?

Deixa um comentário e nos segue no Instagram.

E bem-vinda ao mundo da maternidade.