Saber como aliviar enjoo na gravidez faz muita diferença na vida de toda gestante.

Afinal, passar o primeiro trimestre da gestação correndo para o banheiro não é nada agradável.

Algumas mães mais sortudas nem chegaram perto de sentir enjoo.

Outras até sentem enjoo, mas não chegam a vomitar.

Há mães que enjoam e chegam a ter alguns casos de vômitos.

Mas, algumas mães vomitam muito e não conseguem nem se alimentar.

O enjoo na gravidez é comum e a maioria das mães sentem em algum desses graus de intensidade.

Esse sintoma da gravidez acaba sendo incômodo e chato de conviver.

Pois, atrapalham a rotina da mãe, que precisa sempre ter um banheiro por perto para sair correndo, caso necessário.

Por tudo isso, é importante você ficar sabendo:

– o que causa

– quando começa

– como evitar

– e, principalmente, como aliviar enjoo na gravidez.

 

Por isso, segue lendo o artigo e você vai ficar por dentro de todos esses assuntos.

 

Quer saber como aliviar enjoo na gravidez e como lidar com outros sintomas e mudanças na gestação?

Confere o curso mamãe completa gestante:

MAMÃE COMPLETA GESTANTES

 

E o curso completo:

 

CURSO MAMÃE COMPLETA

 

O que causa enjoo na gravidez?

 

Antes de saber como aliviar enjoo na gravidez você deve entender o que causa o enjoo.

Como a maioria dos sintomas e modificações da gravidez o enjoo também é causado pela alteração hormonal.

O aumento da progesterona e estrogênio causam não somente o enjoo.

Mas, também outros sintomas bem comuns como o sono e a fadiga.

Além desses dois hormônios, o aumento do HCG também influencia no enjoo.

O HCG é aquele mesmo que você faz o exame para descobrir que está grávida, tanto no teste de farmácia quanto no de sangue, em laboratório.

Então, quanto mais aumenta o HCG, maior a presença de enjoo.

Nada fora do comum e tudo dentro da normalidade.

É o próprio corpo cuidando para que tudo esteja bem.

Na verdade, o enjoo na gravidez é um sinal de que tudo está indo como deve ser.

Mas, é claro que existem outras teorias para explicar a causa do enjoo na gravidez.

São elas:

– algumas substâncias da corrente sanguínea da mãe podem atrapalhar o desenvolvimento do Sistema Nervoso Central do bebê. O enjoo faz com que essas substâncias sejam eliminadas.

– o olfato muito apurado da gestante faz com que o enjoo aconteça

– mudanças da quantidade de açúcar no sangue da grávida também pode influenciar no enjoo

– movimentos bruscos com o estômago vazio pode fazer com que a gestante fique enjoada.

 

Quando começa o enjoo na gravidez?

 

É claro que isso vai variar de uma gestante para outra.

Mas, o enjoo na gravidez costuma iniciar entre a sexta e a nona semana de gestação.

Embora algumas mães relatem ter esse sintoma antes mesmo do atraso na menstruação.

Então, é um sintoma bem do primeiro trimestre da gestação mesmo.

E a boa notícia é que costuma ir embora junto com o fim do primeiro trimestre.

Algumas gestantes mais azaradas ficam com esse sintoma durante a gravidez toda.

Mas, isso não é muito comum de acontecer.

No máximo até a décima oitava semana esse incômodo já vai ter ido embora.

O mais comum é parar na décima segunda semana mesmo.

Nesse período os hormônios começam a se equilibrar e os enjoos vão embora.

 

Como aliviar enjoo na gravidez?

 

Você já sabe o que causa e quando começa e acaba o enjoo.

Agora você vai ficar sabendo 10 dicas de como aliviar o enjoo na gravidez.

Você pode ir testando as dicas e ver qual funciona melhor para você.

O enjoo é difícil mesmo.

Com essas dicas ele vai aliviar, mas acabar por completo somente depois do primeiro trimestre de gestação.

Lembre que você sempre pode conversar com o seu médico tudo o que você está sentindo.

Não fique envergonhada ou pensando que gravidez é assim mesmo.

Converse com ele, ele que vai avaliar a necessidade de uma intervenção.

 

1.      Carboidratos de fácil digestão

 

O enjoo geralmente acontece pela manhã.

Logo após levantar a grávida já começa a se sentir enjoada.

Uma dica é deixar uma bolacha água e sal do lado da cama e comer antes mesmo de levantar.

O estômago vazia ajuda no enjoo e levantar com um alimento de fácil digestão vai ajudar a aliviar o enjoo.

Você também pode optar por sempre ter na bolsa uma bolacha água e sal ou uma torradinha.

É fácil de carregar e é uma boa opção para não deixar o estômago vazio.

 

2.      Beber líquidos

 

Você vai precisar se manter hidratada.

Uma boa hidratação mantém o equilíbrio hormonal.

Então, beba bastante água e suco de frutas cítricas.

Mas, não ingira líquidos durante as refeições.

 

3.      Comer com mais frequência

 

Lembra que o estômago vazio faz com que a grávida enjoe?

Então, por isso, você vai precisar estar sempre comendo alguma coisinha.

Divida bem as calorias do seu dia em pequenas refeições.

Assim, você vai manter o seu estômago sempre funcionando.

E, também vai evitar aumentar muito o peso durante a gestação.

 

4.      Sem cochilos após as refeições

 sono na gravidez

Eu sei que um cochilo depois do almoço é muito bom.

Principalmente nesse início da gestação em que o sono se faz sempre presente.

Mas, tente esperar um pouco para se deitar.

Pois, é mais difícil fazer a digestão na posição deitada.

E isso vai aumentar a possibilidade de enjoo.

 

5.      Chá

 

Um chá que ajuda muito para aliviar o enjoo na gravidez é o gengibre.

O gengibre ajuda na digestão e relaxa o sistema gastrointestinal.

Então, se você não gosta muito de tomar o chá, você pode mastigar um pedacinho de gengibre.

Também funciona e até é mais prático.

 

6.      Gelo

 

Algumas gestantes (e eu fui uma delas) relatam alívio do enjoo ingerindo líquidos gelados.

Pode ser água ou sucos de frutas cítricas.

Você também pode optar por chupar gelo ou fazer cubos de gelo de suco de frutas cítricas.

Experimente sempre que se sentir enjoada.

 

7.      Coma menos

 

Se você abusar da alimentação vai fazer com que o seu estômago tenha muito trabalho.

Então, o melhor é sempre comer pouco e seguido.

O seu estômago vai se manter ocupado, mas não vai ficar sobrecarregado.

 

8.      Cuidado com os cheiros

 

A gestante tem um olfato muito apurado.

Você vai começar a perceber cheiros que antes nem sabia que existia.

E, alguns desses cheiros, mesmo que sejam comuns, vai fazer com que você enjoe.

Pode ser café, feijão, um perfume, qualquer coisa.

Então, se você percebeu que determinado cheiro faz você enjoar: evite.

 

9.      Faça caminhada

 

A caminhada ativa a circulação sanguínea e consequentemente melhora a digestão.

Então, procure manter o hábito da caminhada.

Vai fazer bem para o enjoo e muitos outros aspectos da gestação.

 

10.      Alimentos que aliviam o enjoo

 

Se o enjoo tem sido difícil no seu dia-a-dia, você pode optar por se alimentar com esses alimentos que vão te ajudar a aliviar o enjoo.

 

  • Ácido fólico ou vitamina do complexo B

Você encontra em:

– brócolis

– rúcula

– espinafre

– couve

– grãos integrais

Esses alimentos estimulam a formação de ácidos digestivos e fazem o esvaziamento do estômago.

Além disso, eles são muito importantes no primeiro trimestre da gestação.

Pois, ajudam a formar o tubo neural do bebê.

Para você ter uma ideia da importância é do tubo neural que se origina o cérebro e a medula espinhal.

 

  • Potássio

Você encontra em:

– banana

– aveia

– amêndoas

– beterraba

Além de aliviar o enjoo, ajuda nas câimbras.

Que são bem comuns no segundo trimestre de gestação.

 

  • Vitamina B6

Você encontra em:

– peixe

– ovos

– frango

– cereais integrais

 

  • Vitamina C

Você encontra em:

– limão

– laranja

– abacaxi

– acerola

 

  • Cálcio

Você encontra em:

– espinafre

– derivados do leite

O cálcio, assim como o potássio, também é importante na prevenção das câimbras.

 

Como evitar enjoo na gravidez?

 

Como evitar e como aliviar enjoo na gravidez são perguntas importantes.

E as duas respostas passam por alguns alimentos que devem ser ingeridos ou evitados.

Para evitar o enjoo você vai precisar não comer:

– alimentos gordurosos

– alimentos com excesso de açúcar

– comida muito condimentada ou apimentada

 

E evite ingerir líquidos durante as refeições.

Embora, seja um hábito comum, o líquido durante as refeições faz com que o PH do estômago fique mais baixo.

Isso acaba prejudicando a digestão.

 

Quando procurar ajuda médica?

 

Algumas mães acabam perdendo um pouco de peso no primeiro trimestre de gestação.

Isso acontece pelos enjoos e porque o bebê ainda está muito pequeno nessas primeiras semanas.

O peso do bebê ainda não influencia no peso da mãe.

E, a mãe não consegue ingerir alimentos mais calóricos, gordurosos e doces.

Nesse caso, a mãe perde peso.

Mas, alguns casos de enjoo na gravidez são extremos.

Algumas mães não conseguem se alimentar.

Além de peso, acabam perdendo nutrientes.

Se esse for o seu caso.

Se você come e não consegue manter nada no estômago.

Você pode estar com hiperêmese gravídica, um excesso de enjoo e vômito na gravidez.

Procure a ajuda médica.

Você e o seu bebê precisam estar bem nutridos para uma gestação saudável e segura.

 

Remédios para enjoo na gravidez

 

O medicamento sempre deve ser recomendado pelo seu médico.

Não tome nenhum tipo de medicação sem conversar com o seu médico antes.

Principalmente durante a gravidez.

Se o enjoo tem sido difícil para você, fale para o seu médico e ele vai prescrever um de acordo com o seu perfil e necessidade.

Alguns dos medicamentos causam sonolência e dependendo das suas atividades não poderá fazer uso desse tipo de remédio.

 

Experiência de mãe

 

Tive enjoo nas minhas duas gestações.

Vomitei pouco, mas vivia correndo para o banheiro.

Eu não podia cozinhar feijão porque o cheiro me enjoava.

E sentia cheiro de tudo em todos os lugares.

Ainda bem que os meus enjoos acabaram na décima segunda semana.

Bem certinho e nas duas gestações.

Para aliviar eu tomava água gelada e mastigava gengibre.

Para mim essas dicas funcionaram muito bem.

Na primeira gestação eu segui a dieta prescrita por uma nutricionista.

Isso só me fez bem, não ganhei muito peso e comi os alimentos certos e que me ajudaram a aliviar os enjoos.

Mas, nas duas gestações a médica me prescreveu um medicamento que me permitia trabalhar sem imprevistos.

É uma fase bem chata e incômoda.

Mas, passa rápido e confesso que se não fossem os enjoos a sensação era que nem estava grávida.

No primeiro trimestre não tem barrigão, bebê chutando e nem nada que nos dê indícios de uma gravidez.

Mas, o enjoo me dava a sensação de que o bebê ainda estava ali e que estava tudo bem com ele.

 

Gostou do artigo?

Deixa um comentário e nos segue no Instagram e YouTube.

E bem-vinda ao mundo da maternidade.