O bebê vai crescendo e a troca de fralda fica cada vez mais difícil. Daí pode vir a pergunta: Como tirar a fralda do bebê?

A pergunta certa pode não ser COMO e sim QUANDO.

Pois, tirando a fralda do bebê no momento certo vai fazer toda a diferença para um processo de desfralde mais tranquilo.

 

Na verdade, o processo de desfralde é um dos momentos mais tensos da vida de uma mãe de bebê.

Concorre com o início da amamentação, o desmame e a ida para a cama (para aqueles que dormem com a mamãe).

Entre outros tantos processos que podem ser bem difíceis também.

Mas, a tirada da fralda exige muita paciência e perseverança por parte dos pais.

E envolve todos os que costumam cuidar da criança.

 

Antes de conversar um pouco mais sobre esse assunto é sempre bom lembrar:

Os bebês são diferentes, até mesmo irmãos são diferentes.

Então, não compare o seu filho com os filhos dos outros.

Assim você só vai se frustrar ou magoar uma outra mãe.

 

Então, vamos mudar a pergunta?

 

Quando tirar a fralda do bebê?

 

Para começo de conversa não existe uma idade certa.

Esse processo varia entre 1 ano e meio a mais de 3 anos.

Mas, isso é uma média.

Cada criança vai ter o seu momento certo para o desfralde.

 

Mas, o bebê já vai mostrando alguns indícios de que esse momento chegou.

Quer saber quais?

O momento de iniciar o desfralde chega quando:

– a criança consegue pular com os dois pés

– começa a avisar que está com vontade de ir banheiro ou que a fralda está suja.

 

Se seu bebê já começou a ter essas atitudes você pode começar a pensar em iniciar o processo de desfralde.

Outro ponto a levar em consideração é se o seu bebê está passando por algum momento de estresse.

Como a separação dos pais, perda de um parente ou a chegada de um irmãozinho.

Se isso está acontecendo, talvez seja melhor deixar o desfralde para mais tarde.

 

E é interessante que esse processo seja uma transição.

O seu bebê vai virar criança.

Eu sei que para uma mãe sempre vai ser o seu bebê.

Mas, você pode incluir nesse processo a mudança de outros hábitos.

Como a retirada da chupeta, mamadeira e do banho de banheira.

 

Mas, como tirar a fralda do bebê de 3 anos?

 

Eu entendo a sua ansiedade.

Trocar fraldas é cansativo e custa caro.

E as mães de bebês que demoram mais a desfraldar costumam ficar bem estressadas e até mesmo se sentindo frustradas.

Mas, tenha calma.

O momento certo vai chegar.

Não estou dizendo que esse processo vai ser fácil.

Mas, o seu bebê não vai usar fralda para sempre.

Com um pouco de paciência e dedicação você vai conseguir.

Um dos problemas de um bebê já com 3 anos é que as fraldas muitas vezes não seguram tanto xixi.

E até mesmo é difícil de encontrar fraldas do tamanho do bebê.

Uma opção pode ser investir em fraldas um pouco melhores.

Leia o artigo sobre as melhores fraldas descartáveis e confira se não tem uma opção melhor para o seu bebê.

 

Agora sim, podemos ir para a pergunta inicial:

 

Como tirar a fralda do bebê?

O processo é bem simples:

Tire a fralda do bebê e coloque uma cueca ou calcinha.

Diga para o seu bebê que agora ele não vai mais usar fralda e vai começar a ir no vaso ou penico.

Que quando sentir vontade é só pedir.

Leve o seu bebê até o vaso ou penico e deixe um tempo para ver se ele consegue fazer o xixi ou cocô.

Provavelmente não irá conseguir as primeiras vezes.

Mas, com o tempo vai entendendo e vai conseguir fazer.

Muito simples, mas nada fácil.

 

1. Não desista

 

Antes de tudo é muito importante ter essa frase na mente:

Não desista.

Isso mesmo, esse é um processo longo.

Vão acontecer muitos acidentes e isso é bem comum.

Não se irrite e torne esse momento mais difícil para o seu bebê.

Eu sei que essa parte é bem difícil.

Algumas vezes a minha bebê descia do vaso sanitário (não tinha feito nada) e se agachava na frente para fazer cocô.

Sim, como manter a calma?

Tentando entender que para eles é um processo difícil também.

E eu, como mãe entendo totalmente o seu cansaço e desânimo.

 

Mas, se você percebeu que a hora certa chegou:

Não desista!

É um processo longo mesmo.

 

Uma outra dica que ajuda no processo é:

Não colocar fralda para sair de casa.

Isso pode ser mais trabalhoso para você.

Mas, o seu bebê vai saber que em todo momento ele vai ter que pedir para ir ao banheiro.

Se ficar colocando a fralda na hora de sair isso pode confundir o seu bebê.

 

 

2. Crie uma rotina

 

Isso é muito importante.

Assim como os adultos, as crianças também tem horários de ir ao banheiro.

Você já deve ter percebido isso.

Então, o leve antes que essa hora chegue.

Cuidado em dias que você oferecer mais líquidos para ele.

Pode acontecer de fazer xixi mais vezes.

Assim como os dias mais frios.

O bebê vai ir ao banheiro mais seguido também nesses dias.

 

3. Segurança no banheiro

 

Entenda que esse é um momento difícil para o seu bebê.

Ele vai ficar com medo e inseguro com a situação.

Até pouco tempo ele entendia que o xixi e o cocô faziam parte dele.

Para não tornar o processo mais complicado é melhor você criar um ambiente seguro no seu banheiro.

Isso é:

– Se você não quiser usar penico, use um redutor de vaso sanitário.

– Coloque um apoio para os pés

– Ofereça um livro para o seu bebê se acalmar

 

Quer saber qual melhor penico infantil? Clique aqui

 

 

Assim o processo não vai ficar tão tenso para ele.

E algo interessante é dar tchau para o cocô e o xixi.

Além de lúdico o bebê vai se despedir de algo que para ele era seu.

 

4. Cinco minutos

 

No início o bebê não vai ir ao banheiro e já fazer o xixi ou o cocô.

Vão ter vezes que ele vai pedir e já vai ter feito.

Vão ter vezes que ele vai pedir e em seguida vai fazer.

Vão ter vezes que ele vai pedir e vai ficar lá e não vai conseguir fazer.

Nessas vezes você deverá dar uma espera de 5 minutos.

 

Pode dar um livro ou um brinquedo que ele goste e deixe ele por no máximo 5 minutos.

Cinco minutos é um bom tempo de espera.

Suficiente para ele tentar fazer o xixi ou cocô e não demais para ele se irritar.

Mais tarde, tente de novo.

 

Você pode ficar atenta aos momentos que o seu bebê se isola, se esconde e se agacha.

Quando perceber que isso aconteceu, leve ele ao banheiro.

Geralmente a criança já tem o seu cantinho de fazer cocô antes mesmo de tirar a fralda.

 

 

5. Recompensa

 

Com algumas crianças o método de recompensa funciona muito bem.

Não precisa ser nada caro como brinquedos.

Imagina você dar um brinquedo cada vez que o seu bebê fizer xixi?

Haja dinheiro.

Mas, pode ser algo bem simples.

No meu caso eu usei adesivos e deu super certo.

 

6. Coisa séria

É importante que o seu bebê entenda que ele está ficando grande.

E ir ao banheiro é coisa séria.

Embora você tente deixar o menos chato possível.

Mas, não é bom ele usar o penico ou o redutor de assento sanitário como brinquedo.

Até mesmo que é algo que pode levar bactérias para o seu bebê.

 

7. Estímulo

 

Algo interessante e que pode ajudar no processo é levar o bebê junto com você ao banheiro.

Os pais levam os meninos e as mães levam as meninas.

Assim eles podem ver que o papai e a mamãe também fazem xixi no vaso.

Pode ser um estímulo a mais para eles.

Claro que se isso não for algo incômodo para vocês.

 

Tenha sempre roupas extras

 

Você já sabe que vão ocorrer muitos acidentes.

Isso é algo comum e normal.

Faz parte do processo.

Algumas crianças conseguem desfraldar mais rápido, outras não.

Mas, todas vão ter acidentes.

Então, sempre tenha roupas extras.

Não somente a calcinha ou cueca.

Mas, também calças, bermudas e até mesmo camisetas.

Prepare-se para lavar muita roupa.

 

Tenho que esperar o próximo verão para desfraldar?

 

Algumas mães moram em lugares em que não faz calor o ano inteiro.

Nesses lugares é bem comum esperar o verão para fazer o desfralde.

Isso acontece porque é bem mais fácil lavar roupas de verão do que roupas de frio.

E além do mais a criança não passa frio quando acontecerem alguns acidentes.

Para essas mães dou a seguinte dica.

Observe o seu bebê:

Se ele já pede para ir ao banheiro e está incomodado com a fralda – pode ser que a espera até o verão seja muito longa.

Agora se você não perceber uma vontade dele.

Esperar até o verão pode ser uma excelente opção.

Mas lembrando:

Você é a mãe.

É você quem decide, não se importe com o que os outros vão pensar ou falar.

Faça o que achar melhor para o seu bebê.

É você que está com ele todos os dias e ninguém conhece ele melhor que você.

 

Como tirar fralda noturna?

 

Algumas mães optam pelo desfralde noturno junto com o diurno.

Mas, normalmente isso acontece só depois de o bebê já ter aprendido a ir no banheiro durante o dia.

Isso também faz parte do processo.

Depois que o bebê já estiver conseguindo pedir e ir ao banheiro.

Você pode iniciar o desfralde noturno.

Um dos sinais que o bebê já está preparado para isso é a fralda da noite estar seca.

Não precisa acontecer em todas as noites.

Mas, na maioria delas.

 

Então, assim como no desfralde do dia:

Prepara-se para acidentes.

Isso vai ser muito comum e tenha um local extra para colocar o seu bebê para dormir.

Ou uso algum lençol descartável.

Não ofereça líquidos a noites e sempre o leve ao banheiro antes de dormir.

O processo é bem semelhante e também exige paciência.

 

Mães que trabalham fora de casa

 

As mães que trabalham fora de casa deixam o seu bebê para alguém cuidar durante a jornada de trabalho.

Pode ser os avós, parentes, babás ou escolinhas.

Mas, o importante é que essa pessoa esteja participando e colaborando com esse processo.

Converse bem e passe as orientações para quem cuida do seu bebê.

Nem sempre a sua orientação vai ser seguida.

Mas, mesmo assim tente ao máximo manter o diálogo para que a criança não saia prejudicada.

 

Redutor de assento sanitário x penico

Algumas mães optam pelo penico.

Pois, dá mais liberdade ao bebê.

Ele mesmo pode ir e utilizar sem precisar da ajuda mãe.

E dependendo do modelo é bem mais atraente para a criança.

A desvantagem do penico é que às vezes é preciso dois processos:

  • Desfralde
  • Ensinar a usar o vaso

 

Pois, o seu bebê não vai poder usar o penico para sempre.

 

Outras mães optam pelo redutor de assento sanitário.

Pois, a criança já aprende a fazer xixi e cocô no lugar certo.

A desvantagem do redutor é que a criança geralmente depende dos pais para usar.

E não são tão atraentes e lúdicas.

Existem escadas que podem ser utilizadas para dar acesso ao vaso.

Que podem diminuir um pouco essa desvantagem.

Experiência de mãe

 

Eu tenho duas filhas.

Uma já passou pelo desfralde e a outra não.

As duas são bem diferentes e acredito que o processo seja diferente também.

Com a que já passou não foi nada fácil.

Ela já estava com quase 3 anos e não apresentava interesse em tirar as fraldas.

Mas, como já pulava com os 2 pés e já sabia dizer que a fralda estava suja, resolvi iniciar o desfralde.

Nos primeiros dias praticamente não fez xixi nem cocô no vaso.

É realmente cansativo e desanimador.

Afinal, nós temos muitas outras tarefas para realizar e ficar lavando roupa o dia inteiro não é legal.

Mas, parece que de uma hora para outra ela aprendeu.

E em seguida ela mesmo pediu para tirar a fralda da noite.

E nunca mais usou.

Agora quando faz frio ou quando está distraída brincando ainda acontecem alguns acidentes.

O processo é cansativo e difícil.

Mas, passa.

 

Espero ter contribuído e tirado as dúvidas.

Gostou do artigo?

Deixa um comentário e nos segue no Instagram.

E bem-vinda ao mundo da maternidade.