Quer viajar e não tem ideia de quais os melhores lugares para viajar com bebê?

Continue lendo o artigo que além de saber para onde ir você vai saber 5 dicas para facilitar a sua viagem.

 

A vida de mãe não é nada fácil, as tarefas e a rotina diária são bem cansativas.

Pensar em viajar e fazer algo diferente de todos os dias é algo que agrada e muito.

Mas, viajar com um bebê é bem diferente que viajar só com adultos.

A programação e o destino devem sim serem pensados de acordo com a idade e interesses do bebê.

Afinal, agora ele faz parte da família e um bebê cansado e chorando pode “estragar” o passeio de todo mundo.

E a ideia de distração e entretenimento pode acabar num verdadeiro desastre.

Mas, muita calma.

É só se planejar e pensar em tudo direitinho que você pode ter ótimas recordações em viagens com o seu bebê.

 

Então, além dos lugares para viajar com bebê você também deve se preocupar com:

  • Cuidados
  • Alimentação
  • Medicamentos/acesso a serviços de saúde
  • Segurança

 

Então, continue por aqui e você já vai ficar sabendo 5 lugares para viajar com bebê.

5 lugares para viajar com bebê

 

O destino da viagem é muito importante sim.

Você pode optar por um lugar onde você já tenha amigos e familiares que podem ajudar a cuidar do bebê.

É uma boa ideia aproveitar as férias para visitar aqueles que moram longe.

Mas, se a ideia é sair de perto só com a família mesmo.

Você pode seguir uma das sugestões a seguir:

 

1)      Gramado – RS

 

Uma cidade totalmente fora da rota de praias e que é uma ótima opção para quem vai viajar com bebê.

A cidade é cheia de atrações infantis, então se o bebê for de 1 a 2 anos vai aproveitar mais ainda.

A cidade conta com:

– zoológico

– vila com a casa do Papai Noel (na época do Natal, é claro)

– pedalinho no Lago Negro

– fábrica de chocolate

– parque de diversões

– parque de miniaturas

 

São muitos lugares para encantar sua família e o seu bebê.

 

2)      Penha – SC

 

Talvez você não tenha ouvido falar muito dessa cidade.

Mas, com certeza já ouvir falar no Beto Carrero World.

Isso mesmo, é nessa cidade que fica o maior parque temático da América Latina.

Esse parque tem muitas atrações para pessoas de todas as idades.

Então, é uma ótima opção para uma viagem em família.

Além do mais, essa cidade é muito próxima ao Balneário Camboriú.

Um pouco menos de 40km.

Uma cidade e praia linda.

Então, você pode unir dois destinos em um só: praia e parque de diversões.

Interessante, não é mesmo?

 

3)      Caldas Novas – GO

 

Outro destino muito bonito e que envolve diferentes atividades para fazer com o bebê.

Lá você vai encontrar:

– parque aquático

– atividades de lazer coletiva

– hidromassagem

– balneário de águas quentes

 

4)      Buenos Aires – Argentina

Saindo dos destinos nacionais e indo para os internacionais vamos começar com os vizinhos argentinos.

A capital argentina tem ótimas opções de lugares para visitar tanto para adultos quanto para crianças.

Na cidade você vai encontrar:

– Museu de Los Niños

– Casa da Barbie

– zoológico de Lujan

– pista de patinação no gelo

 

5)      Orlando – EUA

 

Continuando com os destinos internacionais não tem como deixar de fora a cidade dos dois parques mais sonhados pela criançada (e pelos adultos também).

A cidade de Orlando é cheia de fantasia e imaginação com os parques da Disney e Universal.

Não tem bebê ou mamãe que não se encantam com os espetáculos, shows, brinquedos e programas que podem ser feitos por lá.

 

5 dicas para facilitar a viagem com bebê

 

Agora que você já decidiu qual é o destino da viagem é bom ver algumas dicas para não ter problemas maiores na hora de viajar.

Lembrando que uma viagem com bebê requer muitos cuidados e que você é a melhor pessoa para saber se o seu bebê está preparado para essa aventura em família.

Afinal, você conhece se o seu bebê fica bem em lugares públicos, se não se importa com barulho alto ou se abre o berreiro com qualquer musiquinha.

Ninguém melhor do que você para adaptar as dicas conforme a personalidade de vocês e da rotina que costumam ter.

 

1)      Escolha o carrinho de bebê certo

 

Para ter uma boa viagem é bom você escolher um bom carrinho de bebê.

Isso tudo vai depender da idade do seu bebê e da disposição de espaço que você vai ter.

Para bebês menores é bom levar um carrinho que vire cama.

Bebês mais novos dormem mais fácil e você pode seguir o passeio sem precisar voltar para o hotel.

Agora, a melhor opção para viajar é o carrinho guarda-chuva.

Ele é compacto e fácil de carregar.

Mas, é indicado para bebês maiores de 6 meses.

Uma boa opção é levar um canguru junto.

Assim, você pode revezar o uso do carrinho de bebê e o do canguru.

 

Você também pode considerar se existe a possibilidade de alugar o carrinho nos lugares que vocês forem visitar.

Sempre vendo o que vai ficar melhor e facilitar mais para vocês.

 

E um lembrete: cuidado ao despachar o carrinho.

O bebê não tem direito a bagagem, mas você pode despachar no aeroporto um carrinho ou um bebê-conforto.

Se você tem um carrinho muito bom e bem caro é bom proteger bem para não ter possibilidade de estragar.

 

Quer ver os melhores modelos de carrinho de bebê? Clique aqui.

 

E os melhores cangurus? Clique aqui.

 

 

2)      Com quantos meses o bebê pode viajar?

 

Essa dica é muito importante.

Pois, a regra geral das empresas aéreas é liberarem entre os 7 e 10 dias de vida.

Mas, essa não é a recomendação médica.

Um bebê recém-nascido ainda não tem um sistema imunológico bem formado.

Na verdade, o sistema imunológico do bebê vai sendo fortalecido ao longo das mamadas, do contato com a mãe e das vacinas.

A recomendação é que o bebê faça seus primeiros passeios em locais públicos a partir dos 3 meses.

Lembrando que é muito importante as vacinas estarem em dia.

 

Leia mais sobre as primeiras vacinas do bebê.

 

3)      Voos diretos e viagem de carro

 

O destino que você escolheu vai precisar ir de avião ou você poderá ir de carro?

Conforme o que você escolher você vai precisar ter alguns cuidados:

 

Se a viagem for de avião

Se for o caso de ir de avião é bom escolher os voos diretos.

Isso porque as conexões podem ser longas e as salas não costumam ter opções de distração para bebês.

E preste atenção na documentação necessária para viajar.

Se a viagem for dentro do Brasil:

– Certidão de Nascimento ou Carteira de Identidade do bebê.

 

Se a viagem for internacional:

– Certidão de Nascimento ou Carteira de Identidade do bebê.

– Passaporte do bebê

– Visto para o bebê

 

No caso de um dos pais não viajar junto é preciso ter uma autorização.

É preciso ter duas vias originais com firma reconhecida.

Em relação ao valor da passagem do bebê as empresas têm direito a cobrar 10% do valor da passagem do adulto de bebês até 2 anos que fiquem no colo.

Mas, normalmente as empresas não cobram para bebês até 2 anos e acima de 2 anos pagam metade do valor.

 

Outra dica importante: para evitar que o seu bebê fique mais tempo que o necessário dentro do avião procure ser o último a embarcar.

 

Se a viagem for de carro

 

Nas viagens de carro existe a vantagem de levar bastante bagagem.

Você vai poder levar carrinho, banheira e tudo mais que você precisar para cuidar do seu bebê.

Então, avalie o que for necessário e não fique com medo de carregar o que couber no porta-malas do carro.

Mas, é importante ter um bom bebê-conforto para garantir a segurança do seu bebê.

 

Quer saber qual o melhor bebê-conforto? Clique aqui.

 

Na viagem de carro com bebês é essencial fazer várias paradas.

Pois, o bebê vai precisar trocar a fralda e até mesmo sair um pouco do bebê-conforto.

Que costuma ser bem quente e pode até mesmo ocasionar uma dermatite do calor.

 

Tome cuidado com o sol.

Passe protetor solar no bebê e use chapéus.

Proteja as janelas do carro da entrada do sol e cuide qual lado do carro você colocará o bebê-conforto – não deixe ele do lado do sol.

 

Uma boa ideia é fazer uma pequena viagem teste antes de se aventurar numa viagem mais longa.

Escolha um local perto de onde você mora e veja como o seu bebê vai se comportar num final de semana, por exemplo.

Assim, você vai poder ter uma ideia do que poderá fazer na viagem de férias.

 

4)      Planejamento

 

Qualquer viagem exige planejamento.

Mas, a viagem com bebê exige muito planejamento e mesmo assim podem ocorrer alguns imprevistos.

Então, tente não deixar que alguns detalhes estraguem uma viagem que pode ser uma ótima recordação de família.

Mas, cuide muito bem onde vocês poderão ir com o bebê.

Confira se os lugares são apropriados e com espaço suficiente para carrinhos de bebê.

Mas, tente se desapegar um pouco da rotina.

Talvez os horários não sejam os mesmos, a refeição no colo e os banhos podem ser de chuveiro ou até mesmo na pia.

Mas, não deixe de registrar esses momentos únicos e diferentes.

 

5)      Bagagem

A bagagem do bebê vai ser muito maior que a sua.

Isso é fato. Acostume-se a diminuir alguns dos seus itens para carregar tudo que for necessário para o bebê.

 

Se a viagem for de avião

 

No caso do avião você vai precisar ver o que for realmente necessário.

Mas, não deixe nada de fora que vá facilitar a sua estadia.

Talvez você tenha que gastar um pouco mais com excesso de bagagem, mas vale a pena se evitar trabalho extra.

Afinal, a viagem é para todos aproveitarem.

Isso inclui você.

 

Se a viagem for de carro

 

Você já viu que pode levar muita bagagem no carro.

Além de tudo o que você pode levar no porta-malas do carro não esqueça do básico que você vai precisar ter à mão.

Incluindo os documentos do bebê em caso de ser solicitado.

 

 

Tanto na viagem de avião quanto na de carro é importante ter sempre à mão:

– fraldas e tudo o que for necessário para a troca

– roupas extras (confira a previsão do tempo)

– mamadeira e leite em pó (se for o caso)

– brinquedos

– manta

– água e lanchinho

 

Quer saber mais sobre bolsa maternidade? Clique aqui

 

 

Experiência de mãe

 

Já viajei de carro e de avião com a minha filha mais velha.

Na viagem de carro ela tinha 10 meses e foi uma viagem de 10h.

Como a viagem era longa optamos por sair à noite.

Claro que o motorista principal tinha dormido muito bem durante o dia e nós dois revezamos a direção.

Essa opção fez com que ela dormisse a maior parte do tempo e foi bem mais tranquilo.

Como fomos a um lugar de praia cuidamos muito no protetor solar e fomos a lugares que desse para divertir a moça.

Na viagem de avião não havia a opção de voo direto.

Então, tive um pouco de trabalho na conexão.

Mas, ela dormiu o tempo todo dentro do avião.

Nessa última viagem ela já estava com 1 ano e 9 meses.

Nas duas viagens fomos visitar familiares.

O que ajuda muito nos passeios.

Pois, sempre tem alguém disposto a cuidar.

Ainda não viajei com as duas juntas.

Mas, não vejo a hora disso acontecer.

 

Espero que tenha ajudado a descobrir os melhores lugares para viajar com bebê.

Gostou do artigo?

Deixa um comentário e nos segue no Instagram.

E bem-vinda ao mundo da maternidade.