Encontre entre 5 opções qual a melhor fórmula infantil.

A amamentação é um dos maiores desafios que chegam junto com um bebê.

Os medos, a insegurança e a ansiedade podem mexer com os sentimentos da mãe.

Mas uma coisa é certa: esse é um momento único e inesquecível.

Seja pela falta de leite, pela impossibilidade de amamentar ou pela difícil retomada ao trabalho…

Muitos são os motivos pelos quais você pode precisar utilizar fórmula na alimentação do seu bebê.

A boa notícia é que existem diversas fórmulas de excelente qualidade no mercado.

A má notícia é que com tanta variedade, vantagens e desvantagens, é preciso se atentar aos detalhes para descobrir qual é a melhor fórmula infantil para o seu bebê.

A introdução da fórmula pode gerar uma série de dúvidas na cabeça das mamães: Será que é muito cedo para dar? Será que ele irá largar o peito? Será que essa marca é boa o suficiente para garantir a nutrição do meu filho?

A recomendação da OMS (Organização mundial da saúde) é que os bebês sejam amentados exclusivamente com leite materno até os seis meses de idade.

Após esse período a mamãe deve começar a introduzir alimentos e prosseguir com o leite materno até os dois anos de idade ou mais.

Apesar das recomendações, muitas mamães não podem amamentar seus filhos ou precisam reduzir a frequência.

Nesses casos, entram as fórmulas infantis!

A seguir confira algumas opções as melhores fórmulas disponíveis no mercado:

 

Qual a melhor fórmula infantil?

 

Na tabela abaixo você poderá comparar 5 opções.

Mas, continue lendo o artigo e você vai ficar sabendo mais detalhes.

 

Fórmula Infantil Enfamil Premium 1 – 800g

 

Aptamil Premium 1 Fórmula Infantil Lata 800g

 

Nan Comfor 1 Fórmula Infantil Nestlé Lata 800g

 

Aptamil Pro Expert Soja 1 Fórmula Infantil Lata 400g –

 

Aptamil AR Anti Refluxo ProExpert 400g

 

Marca

Mead Johnson

Danone

Nestlé

Danone

Danone

Indicação de idade

0 a 6 meses

0 a 6 meses

0 a 6 meses

0 a 6 meses

0 a 12 meses

Componentes

DHA e ARA,

DHA, ARA e nucleotídeos

DHA, ARA e nucleotídeos

Vitaminas A, C, E e K, Ferro, Zinco e Cálcio

 

Vitaminas A, C, E e K, Ferro, Zinco e Cálcio

 

Prebióticos

Sim

Sim

Sim

Não

Não

Sem proteína láctea

Não

Não

Não

Sim

Não

Anti refluxo

Não

Não

Não

Não

Sim

 

Fórmula Infantil Enfamil Premium 1 – 800g

 

Enfamil Premium 1 é uma fórmula infantil para lactentes sadios de 0 a 6 meses de idade, na impossibilidade do aleitamento materno.

Com DHA (ácido docosaexaenoico), ARA (ácido araquidônico) e prebióticos.

AVISO IMPORTANTE: Este produto somente deve ser usado na alimentação de crianças menores de 1 (um) ano de idade com indicação expressa de médico ou nutricionista. O aleitamento materno evita infecções e alergias e fortalece o vínculo mãe-filho.

NÃO CONTÉM GLÚTEN. ALÉRGICOS: CONTÉM LEITE E DERIVADOS, DERIVADOS DE SOJA E DE PEIXE. CONTÉM LACTOSE.

 

Veja o preço atualizado:

 

 

Aptamil Premium 1 Fórmula Infantil Lata 800g

 

Aptamil Premium 1 Fórmula Infantil Lata 800g – Fórmula Infantil para Lactentes até os 6 meses de vida com prebióticos (GOS/FOS), DHA e ARA, e nucleotídeos.

 

Veja o preço atualizado:

 

 

Nan Comfor 1 Fórmula Infantil Nestlé Lata 800g

 

Nan Comfor 1 é uma fórmula infantil para lactentes de 0 a 6 (seis) meses de idade – Com prebióticos, DHA, ARA e nucleotídeos – NÃO CONTÉM GLÚTEN – ALÉRGICOS: CONTÉM DERIVADO DE SOJA E PEIXE, LEITE E DERIVADOS.

 

Veja o preço atualizado:

 

 

Aptamil Pro Expert Soja 1 Fórmula Infantil Lata 400g

 

Fórmula Infantil a base de soja para lactentes de 0-6 meses de vida – Não contém proteínas lácteas.

 

Veja o preço atualizado:

 

 

Aptamil AR Anti Refluxo ProExpert 400g

 

Fórmula Aptamil AR 800g. Fórmula Infantil de partida para bebês com problemas de refluxo gastroesofágico.

É indicado para lactentes de 0 a 12 meses quando a mãe encontra dificuldades na produção do leite para o bebê.

Sua fórmula anti regurgitação contém farinha de alfarroba, que torna o leite mais viscoso durante o processo digestivo, o que reduz as chances de regurgitação.

O produto supre todas as necessidades nutricionais dos lactentes. Contém Vitaminas A, C, E e K, além de Ferro, Zinco, Cálcio, entre outros minerais necessários nessa etapa da vida.

Esta fórmula infantil não deve ser usada por bebês que não apresentem regurgitação e/ou refluxo. Não contém glúten.

 

Veja o preço atualizado:

 

 

A importância do aleitamento materno

 

O leite materno é um alimento completo. Ele tem o poder de nutrir, hidratar e fornecer tudo o que seu filho precisa nos primeiros meses de vida.

O recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) é que o aleitamento materno seja a única fonte de nutrientes do bebê até os seis meses de vida.

Após isso, continue com a amamentação como um complemento à alimentação da criança até os dois anos de idade ou mais.

Para mamães que precisam retirar leite para amamentar conheça: 11 modelos de extrator de leite.

A composição do leite materno contém proteínas, carboidratos e gorduras na medida certa, além de vitaminas e minerais que garantem o desenvolvimento do seu filho.

O leite materno também é o alimento mais prático que você pode ter, pois já está prontinho e na temperatura certa para o consumo do bebê.

Outra característica poderosa do leite materno é a capacidade que ele tem de prevenir doenças.

Ele fortalece o sistema imunológico dos bebês ao transferir os anticorpos da mãe para o filho.

Por todas essas qualidades, o leite materno é considerado o melhor alimento para as crianças, mesmo após a introdução alimentar.

Contudo, é comum que muitas mães não consigam amamentar ou permanecer amamentando seus filhos alguns meses de vida.

Leia também: Como amamentar corretamente

 

Leite de vaca x fórmula

 

Oferecer leite em pó comum como alimentação láctea, pode prejudicar a saúde do seu filho.

Isso porque o leite em pó comum não contém as quantidades necessárias de nutrientes para o desenvolvimento de bebês.

Por isso, o mais recomendado é que seja oferecida a fórmula infantil.

Muitas pessoas não sabem a diferença entre esses compostos, mas elas existem.

A seguir confira as principais diferenças e entenda como fazer para acertar na hora de decidir qual é a melhor fórmula para bebê de um ano.

 

Leite em pó comum

 

Esse produto consiste no leite de vaca desidratado, ou seja, contém os mesmos compostos do leite de vaca comum.

Porém, o produto passa por um processo que o torna um pó sem perder suas características nutritivas.

O leite em pó não é o suficiente para nutrir um bebê, que precisará de diversos outros nutrientes para complementar a alimentação.

 

Fórmula infantil

 

A fórmula infantil imita o leite materno a partir do leite de vaca (ou outro composto proteico) enriquecido com minerais, gorduras e proteínas.

Ele tem a finalidade de complementar ou substituir o aleitamento materno quando necessário.

Essa é a opção mais recomendada como complemento à alimentação do seu filho quando o leite materno não supre as necessidades dele.

 

Mas afinal, leite de vaca faz mal?

 

Por décadas o leite de vaca foi visto como essencial para crianças, por conter cálcio era tido como um alimento indispensável.

Recentemente o alimento tem gerado assunto para grandes discussões entre mães, médicos e nutricionistas.

Alguns profissionais consideram o leite de vaca como um alimento que tem como finalidade exclusivamente alimentar bezerros e seria totalmente dispensável para seres humanos.

Por não ser rico o suficiente em vitaminas A e D o leite de vaca é considerado um alimento nutricionalmente incompleto para crianças.

Além disso, o leite de vaca ainda possui altos níveis de proteínas e gorduras saturadas, o que pode facilitar a obesidade.

Enquanto isso, outros profissionais da saúde acreditam que o leite de vaca tem suas características positivas e, portanto só deve ser evitado por crianças com intolerância à lactose ou alergia à proteína do leite.

Logo, o leite de vaca pode ou não fazer mal para o seu filho, mas de qualquer maneira não deve ser a principal fonte de nutrientes para uma criança.

 

Como entender o rótulo da formula infantil?

 

Cada fórmula disponível no mercado possui suas peculiaridades, por isso é essencial que você entenda a diferença entre elas.

As necessidades do seu filho precisam ser supridas pela fórmula, então é importante que você conheça bem a condição dele.

Para isso, é importante observar a reação do seu filho diante de cada mudança alimentar e acompanha-las com seu pediatra.

A partir do conhecimento das necessidades do seu filho, observe que cada fórmula possui uma especificação.

Elas servem para atender a questões específicas como refluxo, intolerância à lactose ou constipação intestinal.

Antirrefluxo (AR) – É uma fórmula especial para bebês que apresentam problemas de refluxo. Ela possui um amido que age no estômago impedindo que o líquido volte.

Sem lactose – Fórmula específica para crianças que ao ingerirem leite têm reações como diarreia, cólicas e flatulências.

Hipoalergênicas (HA) – Esse tipo de fórmula é específica para crianças que apresentam reação alérgica ao leite. Nesses casos apenas a ausência da lactose não resolve, pois a alergia está ligada à proteína do leite.

Fórmulas prebióticas – São fórmulas específicas para crianças que sofrem com constipação intestinal, nesse caso elas são enriquecidas com fibras.

À base de soja – Para aqueles que sofrem com a intolerância à lactose ou alergia à proteína do leite, outra opção é a fórmula à base de soja que é feita a partir da proteína isolada de soja ao invés da proteína animal.

 

Como entender a tabela nutricional?

 

Após entender as diferentes funções das fórmulas, outro passo importante é compreender os nutrientes que elas possuem.

Somente assim você poderá ter certeza que se trata de um alimento completo.

Para te ajudar nessa difícil missão, a seguir você encontra os principais compostos das fórmulas infantis e suas funções.

DHA – Se trata de uma gordura do tipo ômega 3 presente no cérebro. Ela é fundamental para o desenvolvimento de áreas do cérebro responsáveis pela memória, concentração e aprendizagem.

Ferro – Também fundamental para o cérebro, o ferro é de extrema importância durante a infância para que a criança desenvolva uma boa concentração, além disso ele também previne o desenvolvimento de anemia.

Colina – Responsável por atuar na área do cérebro que desenvolve a memória, a colina é um nutriente semelhante à vitamina do complexo B.

Zinco – Esse mineral é o segundo mais presente no cérebro, ele ajuda no sistema nervoso e regula a comunicação entre as células do cérebro. Ele também tem grande participação no sistema imunológico.

Iodo – O iodo melhora as capacidades cerebrais, além de ser matéria-prima do hormônio da tireoide, responsável por atuar em todas as funções do corpo.

Prebiótico – Essenciais para alimentar as bactérias do intestino, os prebióticos são grandes responsáveis por uma flora intestinal saudável.

Nucleotídeos – Fundamentais para o sistema imunológico, os nucleotídeos ainda são importantes para o desenvolvimento do trato gastrointestinal.

Luteína – Nutriente importante para o bom funcionamento da visão, ele protege do desenvolvimento de doenças como a catarata e a degeneração macular.

 

Como escolher a melhor fórmula?

 

Escolher bem a fórmula para o seu filho é muito importante, pois essa decisão irá influenciar diretamente no crescimento e desenvolvimento do seu filho.

Esteja atenta e conheça bem as recomendações para escolher a melhor fórmula infantil para bebê.

A seguir você pode conferir alguns aspectos importantes aos quais você precisa se atentar ao escolher a fórmula ideal para seu filho.

 

1 – Conheça as necessidades do seu bebê

Nem sempre a fórmula que sua irmã, vizinha ou amiga compram é a ideal para o seu filho.

Essa não é uma escolha que tem uma resposta universal, para cada criança existirá uma fórmula mais adequada.

Uma série de fatores como idade, necessidades de nutrientes e peculiaridades que o bebê possa apresentar como refluxo, intolerância a lactose ou alergia, te guiará pelo caminho da escolha da fórmula certa para o seu filho.

 

2 – Cuidado com receitas caseiras

Você pode ouvir falar que existem maneiras de se fazer fórmulas caseiras, mas muito cuidado com essas informações, muitas vezes essa opção pode acabar não fornecendo os nutrientes necessários para o seu filho e acabar prejudicando a saúde dele.

 

3 – Entenda o rótulo

Não é a toa que uma boa parte desse artigo se dedica a te ensinar as peculiaridades do rótulo e da tabela nutricional das fórmulas infantis.

Ler e saber interpretar o que as informações do produto estão dizendo é essencial para você fazer uma boa escolha.

Além disso, fique atenta à data de validade dos produtos, esse é o tipo de alimento que não deve, sob nenhuma hipótese, ser consumido após a data de validade.

 

4 – A fórmula mais completa

As fórmulas mais completas são, sem dúvida, aquelas que mais se aproximam da composição do leite materno.

Quanto mais o produto conseguir imitar o leite da mãe, melhor para o desenvolvimento do bebê.

Esperamos que com essas dicas você consiga fazer a melhor escolha para o seu bebê.

E para crianças a partir de um ano não deixe de ver nossa seleção com as melhores fórmulas para bebê a partir de um ano.

 

Gostou do artigo?

Deixa um comentário e nos segue no Instagram.

E bem-vinda ao mundo da maternidade.