A gestação é um período de extrema beleza e que exige muitos cuidados. Por isso, você precisa saber os principais sintomas do diabetes gestacional.

Pois, essa é uma doença que atinge 18% das gestantes atendidas pelo SUS no Brasil.

Então, para você ter uma gestação tranquila e saber que o seu bebê está crescendo e se desenvolvendo forte e saudável e sem nenhum perigo, é melhor você ficar sabendo tudo sobre diabetes gestacional.

Afinal, toda gestante se preocupa em estar bem para o seu bebê estar bem também.

E a diabetes gestacional pode ser uma doença bem silenciosa.

Quando os sintomas aparecem é quando os níveis já estão bem elevados.

E isso pode ser muito perigoso para você e para o seu bebê.

Então, faça o seu pré-natal, vá a todas as consultas agendadas e faça todos os exames que o médico solicitar.

Assim, você vai conseguir detectar essa doença e tratar da maneira correta.

Mantendo você e seu bebê saudáveis e seguros.

 

Aqui você vai ficar sabendo muito além dos sintomas do diabetes gestacional.

Mas, também:

– o que é

– valores

– riscos

– dieta

– prevenção

 

Está tendo azia na gravidez? Clique aqui

 

Tendo dificuldade para dormir? Clique aqui

 

Sintomas de depressão? Clique aqui

 

Os enjoos estão constantes? Clique aqui

 

Aqui você fica sabendo tudo sobre gestação e maternidade

 

4 sintomas do diabetes gestacional

 

Vamos logo ao que interessa: saber quais os sintomas do diabetes gestacional.

Assim como o diabetes não relacionado a gestação, o diabetes gestacional apresenta alguns sintomas.

E são os mesmos:

  1. sede excessiva
  2. perda de massa muscular
  3. vontade de ir ao banheiro várias vezes
  4. cansaço

 

Mas, o mais importante de tudo é você fazer o pré-natal.

Pois, os sintomas do diabetes gestacional podem ocorrer quando a doença já estiver bem mais avançada.

Com o pré-natal, as consultas em dia e os exames feitos, você vai poder detectar e tratar a doença a tempo de não prejudicar nem a você nem ao seu bebê.

Agora que você já conhece os sintomas do diabetes gestacional e já ficou sabendo que não ter esses sintomas não significa que você não esteja com a doença, você vai precisar conhecer um pouco mais sobre a diabetes gestacional.

 

Continue lendo o artigo e saiba ainda mais sobre a diabetes gestacional.

 

O que é diabetes gestacional?

 

Diabetes gestacional é um aumento da glicose no sangue que ocorre no período da gestação.

Ou seja, quando você faz algum exame para detectar a glicose no sangue, ele vai mostrar que a glicose está acima do ideal.

Algumas mães acreditam que por não apresentarem alteração antes da gestação e nem no início, que não apresentarão mais.

Mas, não é assim.

A diabetes gestacional é mais comum de acontecer depois das 24-28 semanas de gestação.

Isso, porque no início da gestação acontece um aumento de um hormônio chamado insulina.

Esse hormônio é responsável por levar a glicose que está no sangue para as células do corpo.

Quando chega entre 24 e 28 semanas de gestação a produção desse hormônio diminui.

E, se a gestante estiver com o pâncreas cansado, ela pode acabar desenvolvendo diabetes gestacional.

 

Valores do exame

 

Para você saber se está com diabetes gestacional, você vai precisar fazer um exame de glicemia.

Nos exames do primeiro e segundo trimestre de gestação é solicitado o exame de glicemia em jejum.

Depois das 28 semanas é solicitado um exame de curva glicêmica.

Nesse exame você vai fazer uma coleta de sangue em jejum.

Após a coleta, você vai ingerir um xarope açucarado.

Você fará uma nova coleta após 1h e outra coleta de sangue após 2h.

Para ser considerado diabetes gestacional os valores devem estar acima do ideal.

Confere a tabela a seguir:

 

Exame

Valores

Jejum

92 mg/dl

1h

180 mg/dl

2h

153 mg/dl

Qualquer hora

200 mg/dl

 

Se você fizer um teste sem estar em jejum e o valor estiver acima do mostrado na tabela, também é considerado diabetes gestacional.

Para receber o diagnóstico basta que um valor dê alterado.

 

Quem tem mais risco de desenvolver diabetes gestacional?

 

Algumas mães são mais propensas a desenvolver diabetes gestacional.

Veja alguns fatores de risco:

– gestante com idade mais avançada

– ganho de peso excessivo na gestação

– Pressão alta

– Exames de colesterol e triglicérides alterados

– sobrepeso ou obesidade

– Síndrome dos Ovários Policísticos

– Pessoas na família que tenham diabetes

– Gravidez de gêmeos

– mães que já tiveram diabetes gestacional em outra gestação

 

Quais os riscos da diabetes gestacional?

 

A diabetes gestacional é uma doença silenciosa, ela vai prejudicando os vasos sanguíneos aos poucos.

Mas, além disso, ela causa risco de parto prematuro.

Durante a gestação o bebê de uma mãe com diabetes gestacional recebe dosagens altas de glicose.

Isso, acaba sobrecarregando o pâncreas do bebê.

E todo o açúcar extra vira gordura e a criança ganha muito peso.

Por isso, que os recém-nascidos das mães com diabetes gestacional costumam ser bebês muito grandes.

Quando o bebê nasce e o cordão umbilical é cortado, o bebê para de receber toda aquela dosagem de glicose.

Mas, o pâncreas já está trabalhando em um ritmo acelerado.

Por isso, que quando o bebê nasce costuma ocorrer uma queda brusca da glicose do bebê.

 

Como tratar a diabetes gestacional?

 

O tratamento deve ocorrer logo após o diagnóstico pelo exame de sangue.

Muito antes de aparecer os sintomas do diabetes gestacional.

O tratamento geralmente consiste em dieta alimentar.

E, se possível, alguma atividade física leve e de baixo impacto.

No caso de a glicose não diminuir com dieta e atividade física, o médico costuma prescrever a aplicação de insulina.

 

Como prevenir a diabetes gestacional?

 

Assim como o tratamento, a prevenção também é feita através da dieta alimentar e da atividade física.

Cuide para não ganhar muito peso durante a gestação.

A atividade física deve ser leve e de baixo impacto, e só ser realizada após ser liberada pelo médico obstetra.

 

Como deve ser a dieta alimentar?

 

A dieta alimentar da gestante deve ser fracionada em pequenas refeições.

Além disso, a gordura e o excesso de carboidrato devem ser evitados.

Opte por alimentos integrais.

Frutas, verduras e legumes devem ser consumidos diariamente.

No caso de gestantes com diabetes gestacional, as frutas devem ser ingeridas junto com aveia.

Assim, evitam que a glicose suba bruscamente após a ingestão da fruta.

Pois, as frutas possuem seu próprio açúcar.

 

Experiência de mãe

 

Eu tive diabetes gestacional na minha primeira gestação.

Fui diagnosticada através do exame da curva glicêmica.

Eu não era diabética antes e nem fiquei diabética depois.

Também não tive diabetes gestacional na segunda gestação.

E, dos fatores de risco eu só apresentava o histórico familiar.

Eu tratei o diabetes gestacional somente com dieta alimentar.

Tanto, que no final da gestação eu acabei diminuindo o peso.

O parto acabou sendo prematuro, de 36 semanas de gestação.

Depois do parto a minha filha teve queda de glicose.

Foi um momento bem difícil e assustador.

Principalmente, porque ela não conseguia mamar.

Mas, graças a Deus e a nutricionista que me deu todo o apoio na amamentação.

A glicose dela voltou a subir e nós podemos ir para casa mais tranquilas.

Ter uma doença na gestação dá medo e insegurança.

Mas, com todos os cuidados e fazendo o tratamento certo, eu pude ter o meu bebê saudável.

 

Gostou do artigo?

Deixa um comentário e nos segue no Instagram e YouTube.

E bem-vinda ao mundo da maternidade.